Array

Garotinho tenta ser o ‘Joesley campista’, conta história fantasiosa e acaba demonstrando desespero

- Publicidade -

A situação do ex-secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho, parece não ser das melhores. Garotinho que é investigado na Operação Chequinho e apontado como o “Chefe do esquema”, citado em delações da Odebrecht, investigado até por obras em calçadas em Campos, começa a dar sinais de desespero pelas seguidas derrotas eleitorais e judiciais.

Com tantas ações judiciais em curso, o desespero já começa a bater na porta e é demonstrado por uma postagem em seu blog. Ao perceber que o discurso “Campos terá novas eleições em maio” já não convence o seu pequeno grupo, assim como ”Diniz pagará salário até abril” e outras histórias do tipo, Garotinho tenta ser o ”Joesley goitacá” e ‘descobre’ uma gravação comprometedora de Rafael Diniz em uma roda de amigos.

Embalado pela delação de Joesley, que provou toda a delação com áudios comprometedores até do presidente Temer, Garotinho publicou em seu blog uma história que podemos dizer, um pouco bizarra e fantasiosa, que o próprio Garotinho deixa claro que não tem como provar nada. Garotinho usa o discurso ”Como jornalista (…) empenhei minha palavra que a prova seria destruída imediatamente, como foi” para alegar que não possui provas de nada que ele fala, e caso seja contestado, irá se defender com o discurso “Sou jornalista e tenho o direito constitucional de não revelar a fonte”.

A história é tão bizarra, que conhecendo o grupo ligado a ex-prefeita Rosinha Garotinho que fica o dia todo em redes sociais bombardeando a atual gestão com críticas e montagens – de péssimas qualidades -, com toda certeza o tal áudio já teria vazado. Por sinal, nem os militantes ex-DAS ‘compraram’ a ideia.

A tentativa de desviar o foco em pleno 2017, com a divulgação de algo tão fantasioso, só comprova que Garotinho está inconformado com a sequência de derrotas eleitorais e desesperado com as derrotas judiciais, e tenta usar uma estratégia política muito usada até a década de 70, onde boatos eram divulgados e repetidos até se tornarem verdade. Hoje estamos na era da comunicação, qualquer pessoa tem acesso á informação através de um clique. Garotinho não percebeu isso na campanha eleitoral de 2014, 2016 e pelo visto, continua sem entender como funciona essa tal da internet.

Outro detalhe que nos chama atenção, é que quando um grupo político de oposição tem que contar histórias fantasiosas, inventar fatos como nomeação de ‘fiscal de wi-fi’ e coisas do tipo, é sinal que está faltando argumentos plausíveis.

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS