Array

Aeroporto de Campos passa a ser gerido pela iniciativa privada a partir desta sexta

- Publicidade -

A partir desta sexta-feira (28), o Aeroporto Bartolomeu Lisandro passará a ser gerido pela iniciativa privada por um período de até 180 dias. Segundo a Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca), durante 30 dias posteriores à data em que assume, a empresa passará por uma fase de operação assistida, para que a antiga gestora – Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) – possa repassar à nova gestão os trâmites administrativos e operacionais no aeroporto.

O presidente da Codemca, Vinicius Vieira, informa que a expectativa de recebimento pelo município dos valores arrecadados com as taxas e receitas aeroportuárias sejam superiores ao valor que será pago a empresa contratada e, desta forma, o Aeroporto se torne superavitário. A principal meta do órgão é fazer com que o aeroporto seja um instrumento de desenvolvimento no município.

— O aeroporto foi municipalizado pela gestão anterior desde o ano de 2013 e até então não foi tratado de maneira a agregar valores à economia municipal. O aeroporto não trabalha somente com o transporte através de aviões comerciais, mas também dando suporte à área off shore, se equiparando aos aeroportos de Farol de São Tomé e do município de Macaé. A partir de agora, a tendência é de crescimento tanto no que diz respeito à geração de empregos, incentivo ao turismo, através de fomento ao desenvolvimento junto ao Porto do Açu, além da busca da diminuição de tarifas pelas empresas de viagens aéreas para facilitar o acesso dos usuários — destacou Vinicius.

No dia 6 de junho, último, o presidente da Codemca foi ao Aeroporto Bartolomeu Lisandro para conhecer as instalações e obter maiores informações sobre o funcionamento. A administração da unidade foi assumida Companhia, atendendo ao Decreto nº 115/2017 publicado no Diário Oficial do Município.

Desde que assumiu a prefeitura em 1º de janeiro de 2017, o prefeito Rafael Diniz busca soluções para resolver a questão do Aeroporto Bartolomeu Lisandro, que desde setembro de 2016 estava sob intervenção do Ministério dos Transportes, por não renovação do contrato pela administração anterior da prefeitura com a Infraero. Em fevereiro, Rafael Diniz recebeu diretores da Secretaria de Aviação Civil (SAC) e em março, Diniz esteve em Brasília reunido com o diretor do Departamento de Outorgas, Ronei Glanzmann, e o coordenador Geral da Aviação Civil, Fabiano de Carvalho.

ASCOM

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS