Geraldo Alckmin ataca Bolsonaro, que pedirá direito de resposta

Array

PUBLICADO EM

- Advertisement -

Os estrategistas da campanha de Geraldo Alckmin admitem que não têm uma bala de prata para disparar na TV contra Jair Bolsonaro. Porém, isso não quer dizer, no entanto, que o capitão deixará de ser alvejado. Os tiros serão disparados, sim, mas muito mais para evitar que o capitão continue subindo nas pesquisas.

Prova disso é uma inserção em que Bolsonaro aparece discutindo e até ofendendo a deputada Maria do Rosário e uma jornalista. Os vídeos são antigos, e colocado em um contexto de que Bolsonaro trataria todas as mulheres daquela forma caso fosse presidente.

- Advertisement -

DIREITO DE RESPOSTA
A defesa de Jair Bolsonaro vai o TSE pedir direito de resposta contra a campanha de Geraldo Alckmin pela propaganda que mostra a discussão entre o candidato do PSL e Maria do Rosário e outras mulheres. A peça, segundo a defesa, foi editada e omitiu o contexto das discussões. O pedido deve ser protocolado neste domingo.

Em outra ação, a campanha pedirá direito de resposta pela peça publicitária do PSDB no rádio que explorou a declaração de Bolsonaro contra a PEC das Domésticas.

“KIT GAY”
O livro “Aparelho sexual e cia”, que foi sacado do bolso de Jair Bolsonaro na entrevista ao Jornal Nacional, será relançado pela Companhia das Letras, registra O Globo.

A obra, que estava esgotada há anos, era fazia parte do chamado “kit gay”.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VEJA TAMBÉM