Três crianças morrem em MG após apresentarem sintomas de amigdalite e vômitos

PUBLICADO EM

- Publicidade -

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) – A Prefeitura de São João del Rei, município de Minas Gerais localizado na Zona da Mata, a 190 km de Belo Horizonte, investiga as causas da morte de três crianças e a internação de outras quatro após apresentarem sintomas como dor de garganta, febre, vômitos e manchas na pele.

- Publicidade -

O Cievs (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Estado de Minas Gerais) foi acionado. A suspeita é que as crianças tenham sido infectadas pela bactéria Streptococcus pyogenes, que pode causar, por exemplo, faringite e escarlatina.

As mortes e internações ocorreram em 24 de setembro, 8 e 23 de outubro. As que morreram em 24 de setembro e 23 de outubro tinham 10 anos. A que morreu no dia 8 tinha 3. Ao menos uma das crianças internadas teve alta e segue em observação.

Em comunicado na última segunda (23), a Secretaria Municipal de Saúde de São João del Rei informou que havia ocorrido uma reunião com representantes do Cievs para discutir as mortes das crianças no município.

Conforme o comunicado, não havia na data critérios cientificamente comprovados para fechamento de escolas como prevenção para que fossem evitados mais casos da doença.

“Há crianças apresentando sintomas de amigdalite, febre, vômito, manchas ou erupções na pele que passaram, em sua maioria, por avaliação médica na rede pública ou privada e que se encontram estáveis”, diz o texto.

Nesta quarta (25), porém, a prefeitura informou que as escolas públicas municipais da cidade serão fechadas para desinfecção. O retorno está previsto somente para 5 de novembro. Já as escolas da rede estadual seguem funcionando, assim como as particulares.

A prefeitura anunciou a compra de 3.750 kits rápidos para identificação da bactéria no sistema de saúde da cidade. Exames estão sendo feitos pela Funed (Fundação Ezequiel Dias) para confirmação das causas das mortes.

O decreto determinando o fechamento das escolas justifica a decisão citando a “memória ainda presente da pandemia de Covid-19” e a “importância de manter medidas de prevenção e proteção para a saúde da população, especialmente as crianças”.

Em vídeo divulgados nas redes sociais na terça (24), o prefeito de São João del Rei, Nivaldo José de Andrade, afirma que o município está trabalhando para entender o que está ocorrendo na cidade.

“A gente não sabe o que está acontecendo com as crianças. Se é um vírus, se é uma epidemia. É um inimigo nosso. Amanhã mandei fechar todas as escolas e estamos em reuniões com os médicos para saber qual o problema, mas ninguém sabe”, diz Andrade, na publicação.

A suspeita é que as crianças tenham sido infectadas pela bactéria Streptococcus pyogenes 

- Publicidade -

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS