GCM é afastado por suspeita de matar seu cachorro no litoral de SP

PUBLICADO EM

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Um guarda civil municipal de Santos foi afastado do trabalho por suspeita de matar seu próprio cachorro em São Vicente, litoral sul de São Paulo. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram o homem disparando um tiro contra o cachorro. O suspeito teria justificado à polícia que o animal havia mordido seus pais. O caso ocorreu no último sábado (23).

- Publicidade -

Ao UOL, a Prefeitura de Santos disse que o suspeito estava de folga e usou uma arma particular -como ele é guarda municipal não têm autorização para portar armamento. O homem é concursado e ficará afastado das “atividades externas até o término da apuração dos fatos”. A Corregedoria da GCM também acompanha o caso.

Antes de fazer o disparo, o GCM pega o animal no colo e olha para os dois lados da rua. O cachorro cai no chão após ser atingido, e o homem foge do local.

O vídeo também mostra que vizinhos aparecem no local após a fuga do suspeito. Um dos moradores enrola o animal em um plástico e coloca na calçada.

A reportagem procurou a SSP (Secretaria de Segurança Pública) e aguarda retorno. O UOL também tenta localizar o suspeito.

A Prefeitura de Santos rechaça todo e qualquer ato de violência e crueldade contra animais. […] O servidor vai responder um processo disciplinar, conforme rege o Estatuto do Servidor de Santos, e estará sujeito a penalidades que incluem a exoneração do cargo.

Trecho de nota enviada pela prefeitura

“Não me conformo em ver as fortes imagens de uma pessoa cometendo um ato tão cruel com um cachorro indefeso a sangue frio. Maus-tratos a animais é crime.”, disse Rogério Santos, prefeito de Santos.

O suspeito teria justificado à polícia que o animal havia mordido seus pais 

- Publicidade -

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS