Vereadores da base de Wladimir vão ao STF para tentar derrubar CPI da Educação

PUBLICADO EM

- Publicidade -

Os vereadores Paulo Arantes (PDT), Juninho Virgílio (União) e Fred Rangel (PSD), da base do prefeito de Campos, Wladimir Garotinho (PP), apresentaram um recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar impedir a realização da CPI da Educação, que visa investigar a atual gestão.

- Publicidade -

A reclamação apresentada no STF visa anular uma decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), Ricardo Cardozo. Em 18 de março, Cardozo revogou a liminar da 4ª Vara Cível de Campos dos Goytacazes que suspendia a CPI.

Esta comissão parlamentar de inquérito é a primeira desta legislatura a focar na gestão de Wladimir, marcando também o fim da paz política na cidade. Até outubro do ano passado, os grupos do prefeito e do presidente da Câmara, Marquinho Bacellar (SD) – irmão do presidente da Assembleia, Rodrigo Bacellar – estavam em tréguas.

Derrubar uma decisão do presidente do Tribunal de Justiça é uma tarefa desafiadora. Para enfrentar este desafio, os vereadores de Campos contrataram um influente escritório de advocacia em Brasília.

- Publicidade -

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS