Taiwan detecta balões da China em espaço aéreo em semana de eleição

PUBLICADO EM

- Publicidade -

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O governo de Taiwan disse nesta segunda-feira (8) ter detectado mais balões da China sobrevoando seu espaço aéreo, o que aumenta a tensão na região a poucos dias da eleição presidencial na ilha considerada rebelde por Pequim. O Ministério da Defesa taiwanês acusou o gigante asiático de ameaçar a segurança da aviação e de fazer guerra psicológica contra a população às vésperas do pleito.

- Publicidade -

Três balões teriam sido detectados no domingo (7) sobrevoando o estreito de Taiwan, fronteira não oficial entre continente e província. Mais tarde, pelo menos um deles teria cruzado o espaço aéreo da ilha. As autoridades taiwanesas suspeitam que os artefatos sejam usados para espionagem.

A possibilidade de a China usar balões para coletar informações de outros países tornou-se uma questão global em fevereiro do ano passado, quando os Estados Unidos destruíram sob seu espaço aéreo um artefato chinês, em episódio que desencadeou nova crise entre as superpotências. Pequim argumenta que o balão abatido era usado para pesquisas meteorológicas e que havia desviado da rota devido a correntes de vento.

Na prática independente, Taiwan é considerada pelo regime chinês uma província rebelde que, mais cedo ou mais tarde, deve ser anexada, e tem eleições para a Presidência e o Parlamento em 13 de janeiro. As relações com a China são um dos temas-chave da campanha.

Leia Também: Veja o momento em que jornalista chora morte do filho após ataque em Gaza

- Publicidade -

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS