Paes diz que criminosos cobram R$ 500 mil para liberar obra no Rio

PUBLICADO EM

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), disse que criminosos estão cobrando R$ 500 mil para liberar obras do novo Parque Piedade, na zona norte da cidade.

- Publicidade -

Paes disse que a cobrança foi feita diretamente à empreiteira responsável pelas obras. “Ameaçam paralisar as obras, caso o pagamento não aconteça. Obviamente, não vamos aceitar”, escreveu no X, antigo Twitter.

Prefeito marcou os perfis da PF (Polícia Federal) e do secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli. A reportagem tenta contato com a prefeitura do Rio, PF e Cappelli para mais informações sobre a denúncia. Caso haja resposta, o texto será atualizado.

PARQUE PIEDADE

A Prefeitura do Rio implodiu em novembro último quatro prédios da antiga Universidade Gama Filho, em Piedade, na zona norte.

Implosão é para dar lugar ao Parque Piedade. Os prédios da antiga universidade estavam abandonados desde 2014, quando houve a falência da instituição.

Com uma área de aproximadamente 18 mil metros quadrados, a nova área de lazer integra os planos de revitalização da região. O prazo para conclusão da obra é de 15 meses. O valor pago pelas desapropriações foi de R$ 54 milhões.

Paes disse que uma cobrança foi feita diretamente à empreiteira responsável por obras 

- Publicidade -

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS