Depois dos avisos, EUA e Reino Unido (cumprem e) atacam Hutis no Iémen

PUBLICADO EM

- Publicidade -

Os Estados Unidos e o Reino Unido iniciaram ataques contra alvos relacionados aos Hutis no Iêmen, conforme relatado pela Reuters nesta quinta-feira. Quatro autoridades norte-americanas confirmaram a informação à agência de notícias.

- Publicidade -

Este é o primeiro episódio em que esses países atacam esse grupo, que recebe apoio do Irã. A situação surge após os Hutis terem atacado diversos navios no Mar Vermelho desde o final do ano passado.

Um representante do grupo, Abdul Qader al-Mortada, confirmou os ataques, mencionando que os dois países realizaram incursões na capital, Sanaa, e nas províncias de Hodeidah, Saada e Dhamar, conforme divulgado em redes sociais.

 

“American-Zionist-British aggression against #Yemen launches several raids on the capital, Sanaa, Hodeidah governorate, Saada, and Dhamar,” Houthi official Abdul Qader al-Mortada said on X. https://t.co/Cl9qhDdyYH

— CGTN (@CGTNOfficial) January 11, 2024

Antony Blinken, secretário de Estado dos EUA, já havia alertado esta semana que os ataques dos Hutis não poderiam persistir, afirmando que haveria consequências se continuassem. Grant Shapps, ministro da Defesa do Reino Unido, reforçou essa posição na quarta-feira, pedindo o fim dos ataques no Mar Vermelho e acusando o Irã de apoiar os rebeldes iemenitas. Em resposta, Abdelmalek al-Huti, líder dos Hutis, declarou que qualquer agressão dos EUA ao movimento apoiado pelo Irã “nunca ficará sem resposta”.

Leia Também: Aliados do Hamas e do Irã fazem maior ataque no mar Vermelho

 

 

- Publicidade -

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS