Dono de galeria de arte em Nova York é encontrado morto em apartamento no Rio

PUBLICADO EM

Brent G. Sikkema, dono da famosa galeria de arte contemporânea Sikkema Jenkins & Co., em Nova York, foi encontrado morto em um apartamento no Rio de Janeiro nesta segunda-feira, 15. Ele tinha 75 anos. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros.

- Publicidade -

Segundo os bombeiros, Brent foi encontrado sem vida em um imóvel localizado na Rua Abreu Fialho, na altura do número 15, no Jardim Botânico. A ocorrência foi registrada às 23h05. O galerista sofreu ferimentos de arma branca.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) do centro da capital fluminense. Em nota à reportagem, a Polícia Civil informou que a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) investiga a morte.

“A perícia foi feita no apartamento onde o corpo da vítima foi localizado. Os agentes vão ouvir testemunhas, estão em busca de mais informações e realizam demais diligências para esclarecer o caso”, informaram os policiais.

Brent fundou a Sikkema Jenkins & Co. em 1991. À época, o local se chamava Wooster Gardens e ficava localizado na Wooster Street, no SoHo. Em 1999, a galeria migrou para a localização atual, na 530 West 22nd Street. Ele começou a trabalhar com exposições artísticas em 1971, época em que atuou como Diretor de Exposições no Visual Studies Workshop, em Rochester. Em 1976, Brent abriu sua primeira galeria.

A Sikkema Jenkins & Co. não exibe apenas pinturas e se dedica também à exposição de fotos, esculturas e instalações. Dentre os nomes presentes na galeria, estão os renomados Vik Muniz, Arturo Herrera, Sheila Hicks e Jeffrey Gibson.

Leia Também: Registro de chuva forte cresce desde 2010 no Rio; Castro vê ‘novo normal’

Ele tinha 75 anos. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros 

- Publicidade -

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS