Piñera mandou passageiros pularem antes de queda de helicóptero, diz irmã

PUBLICADO EM

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O ex-presidente do Chile Sebastián Piñera mandou os passageiros do helicóptero que ele pilotava pularem antes da queda que o matou, em Lago Ranco. O relato é da irmã dele, Magdalena Piñera, que estava a bordo da aeronave no momento do acidente.

- Publicidade -

Piñera deu ordem para que os três passageiros saltassem antes dele, segundo Magdalena. Em declarações reproduzidas por jornais chilenos e espanhóis, a irmã do ex-presidente contou que essas foram as últimas palavras de Piñera antes da queda do helicóptero.

Irmã afirma que o ex-presidente ficou a bordo para tentar retomar o controle da aeronave. “Pulem vocês primeiro porque, se eu pular junto, o helicóptero vai cair em cima de todos nós”, teria dito Piñera. Magdalena e os outros dois passageiros seguiram a ordem e sobreviveram.

Na hora de Piñera pular, ele teria ficado preso no cinto de segurança. Segundo as informações iniciais sobre o acidente, o ex-presidente tentou se soltar, mas não conseguiu e acabou se afogando. O helicóptero ficou submerso a 40 metros de profundidade.

AERONAVE CAIU POR MÁS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS

Local tinha chuva e ventos fortes. A queda do helicóptero ocorreu em um rio em Lago Ranco, na região de Los Ríos, logo nos primeiros minutos de voo, por volta de 15h no horário local.

O governo do Chile decretou luto nacional de três dias. O presidente Gabriel Boric ainda determinou que um funeral de Estado seja realizado.

Com isso, todas as sedes do governo, repartições e departamentos públicos, devem hastear a bandeira nacional a meio mastro durante os dias de vigência da medida. Atos e cerimônias governamentais comemorativas também estão suspensas.

Leia Também: Ex-presidente do Chile Sebastián Piñera morre em acidente de helicóptero

- Publicidade -

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS