Ex-astro da luta livre é detido por assassinato em hotel de luxo

- Publicidade -

O ex-astro da WWE e ex-candidato republicano ao Congresso, Daniel “Dan” Rodimer, foi preso por um assassinato ocorrido em outubro passado em um quarto de hotel em Las Vegas. Rodimer, que foi apoiado por Donald Trump em 2020, entregou-se à polícia no Centro de Detenção do Condado de Clark após um mandado de prisão ser emitido, segundo o New York Post.

O político republicano, com histórico de duas campanhas mal-sucedidas, foi acusado de espancar até a morte Christopher Tapp, de 47 anos, em um quarto de hotel Resorts World. Tapp, que passou duas décadas preso injustamente antes de ser libertado, morreu devido a sangramento cerebral e traumatismo contuso na cabeça.

As investigações indicam que o ataque ocorreu depois que Tapp supostamente ofereceu cocaína à enteada de Rodimer durante uma festa no hotel. Testemunhas ouviram Rodimer ameaçar Tapp de morte antes do incidente. Mensagens de texto de Rodimer para sua esposa também contribuíram para esclarecer o ocorrido.

Os advogados de Rodimer afirmam que ele contestará vigorosamente as acusações. No entanto, seu histórico, incluindo um episódio anterior de agressão, pode complicar sua defesa. Tapp, cuja história de condenação injusta foi documentada, faleceu antes de um documentário sobre sua vida ser lançado. Ele recebeu uma compensação de US$ 11,7 milhões em 2022.

Rodimer pagou fiança de US$ 200.000 e enfrentará julgamento em 10 de abril

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS