Kasparov, ex-campeão de xadrez, está na lista de "terroristas" da Rússia

- Publicidade -

Em um movimento que levanta sérias questões sobre a liberdade de expressão na Rússia, a agência de monitoramento financeiro Rosfinmonitoring incluiu o ex-campeão mundial de xadrez Garry Kasparov, um crítico ferrenho do governo Putin, em sua lista de “terroristas e extremistas”, conforme divulgado pela agência estatal RIA nesta quarta-feira (6).

Essa classificação impõe severas restrições às transações bancárias de Kasparov, obrigando-o a buscar autorização para cada uso de suas contas.

De acordo com a Reuters, Kasparov, com seus 60 anos, abandonou a Rússia em 2014 por temer perseguição. Sua equipe de comunicação ainda não se pronunciou sobre a recente inclusão na lista.

Em 2022, o Ministério da Justiça da Rússia já havia rotulado Kasparov e o ex-magnata do petróleo Mikhail Khodorkovsky como “agentes estrangeiros”, submetendo-os a complexas obrigações burocráticas, como a entrega de relatórios financeiros.

Quem é Kasparov?

Em 1985, aos 22 anos, Kasparov se tornou o campeão mundial de xadrez mais jovem da história, um recorde que permanece imbatível até hoje. Ele conquistou o título ao derrotar outro famoso enxadrista russo, Anatoly Karpov.
Kasparov e Karpov dominaram o xadrez nos anos 80, se enfrentando em diversas ocasiões até 1990.

O que significa ser um “terrorista” na Rússia?

A definição de “terrorismo” na Rússia é ampla e controversa. A lei antiterrorismo do país permite que as autoridades considerem como “terroristas” indivíduos e organizações que se opõem ao governo, mesmo que não utilizem violência.

Leia Também: Ex-astro da luta livre é detido por assassinato em hotel de luxo

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS