Turistas indianos denunciam que Rússia os obrigou a lutar contra Ucrânia

- Publicidade -

A família de vários turistas indianos, que estavam visitando a Rússia, alegam que os seus familiares foram obrigados a alistar-se no exército para lutar contra a Ucrânia.

Um desses homens, será Hemil Mangukiya, que deixou a sua casa em Gujarat, na Índia, em dezembro, e foi passear na Rússia. Acabou morrendo no campo de batalha. O homem, de 23 anos, chegou a informar a família que foi obrigado a ir para linha de combate.

Este não seria o único caso. Outro grupo de cidadãos indianos compartilharam recentemente um vídeo contando que receberam um visto de três meses para visitar a Rússia em 27 de dezembro, mas acabaram sendo levados para a Bielorrússia onde foram detidos, noticia o Metro britânico.

Os sete homens – Gagandeep Singh, Lovepreet Singh, Narain Singh, Gurpreet Singh, Gurpreet Singh, Harsh Kumar e Abhishek Kumar – dizem ter sido obrigados a assinar um documento, tendo depois disso sido enviados para um campo de treino, antes de terem sido enviados para Donetsk, na Ucrânia. Os homens foram ameaçados de morte, caso não assinassem os papéis.

Os meios de comunicação social indianos afirmam que, até à data, cerca de 100 cidadãos indianos foram ‘sequestrados’ como pessoal de apoio pelo exército russo, tendo dezenas de homens sido supostamente coagidos para combater na Ucrânia.

O governo indiano confirmou na semana passada que vários cidadãos indianos tinham pedido ajuda para serem dispensados do exército russo.

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS