Trump sugere deportação do príncipe Harry dos EUA: "Medidas adequadas"

- Publicidade -

Donald Trump deu a entender, numa recente entrevista, que, se for reeleito presidente, o príncipe Harry poderá ser deportado dos Estados Unidos, caso se descubra que mentiu sobre o consumo de drogas na documentação para obter o visto norte-americano. 

O ex-presidente dos Estados Unidos, que será o candidato republicano nas presidenciais de novembro, deu uma entrevista a Nigel Farage, que será transmitida na íntegra na quinta-feira, no GB News, e falou sobre o príncipe britânico, tendo sido questionado sobre se ele deveria ter “privilégios” caso se descubra que mentiu no seu pedido de visto. 

Num trecho esta terça-feira divulgado, Trump considerou que Harry não deve receber tratamento especial.

“Não. Temos de ver se eles sabem alguma coisa sobre as drogas e, se ele mentiu, terão de tomar as medidas adequadas”, disse Trump.

Questionado sobre se as medidas adequadas poderiam significar a deportação, Trump não negou. 

“Oh, não sei… Seria de esperar que eles soubessem disto há muito tempo”, disse o ex-presidente.

Vale lembrar que Harry admitiu que consumiu drogas, como cocaína, no seu livro de memórias, ‘Spare’ – motivo que poderia levar a que o seu pedido de visto fosse rejeitado, uma vez que os requerentes de vistos norte-americanos têm de revelar se já consumiram drogas. Não se sabe, contudo, se Harry contou a verdade às autoridades. 

No início deste mês, um juiz federal decidiu que o Departamento de Segurança Interna dos EUA deve entregar os documentos submetidos para o visto, após a polêmica revelada sobre o assunto no ano passado. 

Leia Também: Piloto é preso por estar alcoolizado antes de voo da Delta Airlines

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS