O que é o equinócio de outono, que marca o fim do verão

- Publicidade -

Esta quarta-feira, 20, é dia de equinócio de outono, que marca o fim do verão. Neste dia, as horas de luz solar no planeta serão iguais as sem luz solar no hemisfério sul e no norte. Isso porque os raios solares estão incidindo exatamente sobre a Linha do Equador, que divide o norte e o sul do globo.

– Ao longo do ano, existem dois equinócios, o de outono e o de primavera. São apenas nesses dois dias do ano em que as horas de Sol se igualam as da noite.

– Já o solstício marca a maior diferença entre os dias e as noites. No de verão, há o dia mais longo do ano e, no de inverno, o mais curto.

– Enquanto o equinócio tem os mesmos efeitos no hemisfério sul e norte, o solstício traz diferenças entre as duas regiões do planeta, já que uma região terá solstício de inverno quando a outra tiver de verão.

“O solstício é quando a gente tem um dos dois hemisférios recebendo mais radiação do que o outro”, diz o meteorologista da Tempo Ok Luiz Fernando dos Santos.

Essas alterações na quantidade de horas dos dias e das noites resultam do movimento de translação da Terra, ou seja, do giro do planeta ao redor do Sol, somado ao seu ângulo de inclinação.

O planeta apresenta uma inclinação de cerca de 23,5º em relação ao plano de órbita. Por isso, na maior parte do ano, um dos hemisférios está mais inclinado para o Sol e recebendo mais radiação do que o outro. Isso só não ocorre durante os equinócios.

Veja as datas dos próximos solstícios e equinócios:

– Solstício de inverno: 20 de junho de 2024;

– Equinócio de primavera: 22 de setembro de 2024;

– Solstício de verão: 22 de dezembro de 2024.

Período de transição

De acordo com o meteorologista da Tempo Ok, o equinócio marca um período de transição entre verão e inverno. “Somente no dia do equinócio que as horas do dia são iguais às horas noturnas. Mas a diferença dia a dia é muito pequena nos dias seguintes e vai crescendo até o solstício”, afirma.

À medida que a incidência solar se afasta do sul e vai em direção à Linha do Equador e, depois, ao hemisfério norte, a tendência é de um queda nas altas temperaturas do verão no sul. Assim como seu equinócio, a estação do outono também consiste em uma fase de transição, como explica Santos.

“(A estação de transição) começa o período com características da estação anterior e o finaliza com características da próxima.” Nesse contexto, o outono começa com temperaturas elevadas e chuvas localizadas e, quanto mais a estação avança, o tempo esfria e perde umidade.

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS