Lula determina que Defesa Civil fique à disposição da região Sudeste

- Publicidade -

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O presidente Lula (PT) determinou que a Defesa Civil Nacional fique à disposição da região Sudeste, principalmente o Rio de Janeiro, estado mais atingido pelas fortes chuvas que tiveram início, com maior intensidade, no fim desta sexta-feira (22).

O ministro Waldez Góes (Integração e do Desenvolvimento Regional) entrou em contato com o governador do Rio de Janeiro e com os prefeitos de cidades fluminenses. “Liguei há pouco para o governador Cláudio Castro, e o prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, para reafirmar nosso compromisso de somar esforços no socorro ao povo petropolitano, que sente os impactos das chuvas no estado”, destacou.

Há previsão de forte chuva para regiões dos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro no fim de semana.

O secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff, já está no Rio de Janeiro. Integrantes do Grupo de Apoio a Desastres chegam neste sábado (23) na capital para ajudar o estado e as cidades a solicitarem situação de emergência ou estado de calamidade pública.

Técnicos da Defesa Civil Nacional vão atuar no município. Profissionais vão auxiliar membros das cidades afetadas pelas fortes chuvas a fazerem os planos de trabalhos necessários para obter recursos do governo federal, seja para assistência humanitária, restabelecimento ou reconstrução.

Chuvas devem se prolongar até domingo (24). A Defesa Civil Nacional indica que a população cadastre os telefones celulares, enviando mensagens de texto para o número 40199 com o CEP da região onde mora, para passar a receber alertas por SMS.

ESTADO DO RIO DE JANEIRO REGISTRA 4 MORTES
A cidade de Petrópolis está em estado de alerta por chuvas intensas que atingem a região desde a quinta-feira (21). Um deslizamento no bairro Independência, nesta sexta-feira (22), deixou três pessoas mortas.

Os bombeiros ainda buscam por outras duas pessoas vítimas do desabamento, informou o Comitê de Chuvas do RJ. Outras quatro pessoas foram resgatadas com vida no mesmo bairro.
A operação de buscas conta com 40 militares especializados em salvamento em desastres. Cães farejadores do Corpo de Bombeiros auxiliam a ação.

A Defesa Civil do município contabilizou 109 registros de ocorrências por conta da chuva desde quinta até às 19h45 desta sexta, sendo 75 deslizamentos. Houve registros de deslizamento nos bairros Araras, Independência, São Sebastião, Itamarati, Quitandinha, Estrada da Saudade e Castelanea.

Mais cedo, um homem morreu em Arraial do Cabo. Um vendedor ambulante foi atingido por um raio enquanto recolhia seu material de trabalho no Pontal do Atalaia, segundo a Defesa Civil.

CUIDADOS QUE POPULAÇÃO DEVE TOMAR
Defesa Civil orienta população. Em coletiva de imprensa, a Defesa Civil Nacional e o Ministério da Integração indicaram cuidados que a população das áreas afetadas deve tomar:

Obedeça sirenes, deixar sua casa caso seja pedido e seguir orientações de autoridades. Vale o mesmo para carros de som e mensagens de SMS.

Obedeça ordens de autoproteção e pense na vida em primeiro lugar.

Envie seu CEP para o número 40199 e receba alertas da Defesa Civil em seu celular.

Entre em contato com a Defesa Civil local para se informar quais são os refúgios mais próximos e sobre riscos.

Busque abrigo em áreas seguras e aguarde até que a chuva pare.
Evite atravessar regiões alagadas. A exposição e o contato com a água contaminada podem causar doenças como hepatites virais, leptospirose, diarreias e verminoses.

Se informe em fontes oficiais. Leia a cartilha de deslizamentos da Defesa Civil e a de enchentes do Ministério da Saúde.

Leia Também: Maquiadora com queimadura na testa após unção com óleo em igreja

 

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS