Nônuplos, que foram os primeiros a sobreviver no mundo, fazem três anos

- Publicidade -

Os primeiros nônuplos que sobreviveram no mundo estão prestes a completar três anos e entraram agora para o Guinness World Records, como “o maior número de crianças sobreviventes num único nascimento”.

O Guinness compartilhou um vídeo dos nove irmãos a segurar o certificado, realçando que “todas as nove crianças estão saudáveis ​​e se desenvolvendo bem”.

A dois meses de completarem o seu terceiro aniversário, os irmãos, que vivem no Mali mas nasceram em Marrocos, viajaram rumo a Itália, para participar no programa de talentos ‘Lo Show dei Record’.

Durante o programa, a mãe, Halima Cissé, admitiu que não é fácil colocar todos os filhos na cama ao mesmo tempo, à noite, contudo, tenta ‘convencê-los’ com abraços. “Abraçamos as crianças para que durmam. Eles gostam muito de abraços para dormir”, disse.

Até o nascimento destes nove irmãos, não havia nenhum caso registado de nônuplos que sobreviveram mais do que algumas horas após o parto.

Os nove nasceram prematuramente por cesariana em 4 de maio de 2021, com 30 semanas de gravidez. Cada bebê pesava entre 0,5 gramas e 1 quilograma. As cinco meninas chamam-se Adama, Oumou, Hawa, Kadidia e Fatouma e os quatro meninos chamam-se Oumar, Elhadji, Bah e Mohammed VI.

Depois de nascerem, os bebês foram imediatamente transferidos para incubadoras e necessitaram de cuidados 24 horas por dia durante vários meses.

Entretanto, a família foi transferida para um apartamento especialmente equipado, propriedade de uma clínica, com enfermeiras disponíveis para ajudar Halima na tarefa de cuidar de nove recém-nascidos.

O pai, Abdelkader Arby, permaneceu no Mali para cuidar da filha de três anos do casal, Souda. A menina, agora com 6 anos, deixou de ser filha única e, de repente, tornou-se a mais velha de dez irmãos. Falando sobre o recorde mundial dos seus filhos, Abdelkader disse: “Estamos orgulhosos, é algo excepcional. A família é conhecida mundialmente e isso é ótimo”.

O recorde anterior pertencia a oito bebês, nascidos nos EUA, cuja mãe, Nadya Suleman, ficou conhecida como ‘Octomom’, em 2009.

Leia Também: Imagens mostram filho de youtuber condenada desnutrido e pedindo ajuda

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS