Rússia eleva para 182 os mortos do atentado terrorista de sexta-feira

- Publicidade -

As autoridades russas elevaram para 182 o número de vítimas fatais no ataque ocorrido na sexta-feira contra a casa de espetáculos Crocus City Hall, de acordo com o último balanço divulgado na noite de hoje, à medida que os serviços de emergência continuam a recuperar mais corpos dos escombros.

O balanço anterior registrava 137 mortes.

O Departamento de Saúde da região de Moscou publicou em sua página digital uma lista de falecidos, fornecendo informações sobre as hospitalizações: 101 pessoas permanecem internadas, 61 recebem tratamento ambulatorial e 20 já tiveram alta, totalizando 182 feridos.

Durante as buscas, os investigadores encontraram duas espingardas Saiga, mais de 500 cartuchos e 28 carregadores, abandonados pelos agressores no local antes de fugirem, após incendiarem o recinto.

Até o momento, as forças de segurança detiveram 11 pessoas relacionadas ao ataque, das quais quatro participaram diretamente no atentado, de acordo com as autoridades russas.

Os suspeitos do ataque de sexta-feira compareceram nesta noite em um tribunal distrital da capital russa. Houve uma forte presença policial ao redor do Tribunal Distrital de Basmanny.

O primeiro suspeito, Dalerjon Barotovich Mirzoev, compareceu ao Tribunal de Basmanny, em Moscou, diante da juíza Elena Lenskaya, que decretou sua prisão preventiva até 2 de maio, após ele ser indiciado pelo crime de atentado terrorista cometido por um grupo organizado, conforme previsto no artigo correspondente do Código Penal russo, que pode resultar em penas de até prisão perpétua.
 
 
 Leia Também: Vídeo mostra como se iniciou o atentado em Moscou

Fique por dentro!

Para ficar sabendo de tudo que acontece em Campos e região, siga o nosso instagram @ClickCampos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS